sábado, 26 de dezembro de 2009

Curitiba - Guaraqueçaba de bike


O ano de 2008 foi um dos melhores, pois fiz diversas peripécias que a muito tempo estava maquinando, dentre elas descer para Guaraqueçaba de bicicleta.
Nos últimos dias de dezembro eu e o Ewerson (geromo) resolvemos por em prática uma dessas idéias que surgem quando você esta geralmente tomando uma gelada e bem de boa jogando conversa fora.
Mesmo com o tempo cagado decidimos arriscar, queriamos descer pela graciosa inicialmente, mas devido às condições climáticas citadas acima fomos pela 277 mesmo.
Tinhamos planejado pedalar o máximo possível no primeiro dia e acampar em qualquer lugar na estrada, chegamos por volta das 11 horas em Antonina almoçamos e ficamos curtindo a cidade, reiniciando a pedalada mais ou menos 15 hrs.
Obs: Entramos em Antonina por opção nossa, pois caso não conheça o trajeto mas queira fazer a viagem o trevo de entrada para Guaraqueçaba fica a uns 3 Km antes da entrada da cidade!
Pedalamos mais 15 Km até o rio Cacatu onde tem uns quiosques e nos finais de semana a galera se reune para aproveitar o rio, como era meio da semana estava deserto, o que foi nossa sorte pois quando chegamos lá começou uma chuva forte então aguardamos um pouco para ver se a chuva parava, nada feito, compramos um lanche na lanchonete do local e ficamos conversando com o dono que nos ofertou um dos quiosques para que pudessemos pernoitar, com aquela chuva decidimos que seria melhor levantar acampamento ali no quiosque do que no meio do nada e da chuva.
Logo cedo fomos despertados pelo barulho das roçadeiras do pessoal que faz a manutenção do local, preparamo um café e saimos, do Cacatu até o inicio da estrada de terra dá em torno de 2 Km então logo entramos na parte boa do pedal.
A manhã estava nublada e o céu bem carregado mas estavamos achando bom, não deveria ser muito agradável fazer aquele trecho com o sol rachando o crânio a pedalada rendeu legal passamos entre fazendas de criação de búfalos e estavamos empolgados, até que chegamos na famigerada Serra Negra alí o bicho pegou, tem subida para todos os gostos, fraca, forte, longa curta o cardápio é o mais variado.
Vencidos os primeiros 45 Km de viagem, chegamos em Tagaçaba um vilarejo que fica mais ou menos na metade do caminho, almoçamos ali e fizemos uma pausa para descanso, reiniciando a pedalada por volta das 13:30 hrs mesma hora que a chuva chegou, aquela tarde prometia e pedalamos assim a tarde toda embaixo de uma chuva forte e contínua.
Essa foto mostrada acima foi a última antes do dilúvio e foi tirada na saída de Tagaçaba, alcançamos a entrada do salto Morato as 16 hrs mas devido ao nosso estado ensopado decidimos tocar direto, quando chegamos em Guaraqueçaba fomos em busca de uma pousada e quando encontramos tivemos que tomar um banho de mangueira e dar um banho nas bikes antes de entrar, secamos o que pudemos e nos preparamos para acordar cedo e pegar o barco das 6:00 hrs para Paranaguá tendo em vista que o Juliano havia nos ligado confirmando a viagem para o Cordon del Plata na Argentina mas essa já é uma outra história!

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário